MAKA A 3

com Ondjaki e convidados: Noemi Jaffe, Marcelino Freire, Simone Paulino, Lourenço Mutarelli, Rita Chaves e Nazir Cann.

Embora a literatura de origem africana tenha ganhado cada vez mais espaço no Brasil, ainda conhecemos pouco sobre os autores, os tradutores, os meios de publicação, e principalmente sobre as particularidades desse continente tão variado e suas línguas e culturas de características próprias, mas muitas vezes familiares a nós.

‘Maka a 3’ promove três encontros ao longo dos quais três convidados conversam sobre livros de autores africanos, sobre as próprias publicações, seus conteúdos, os sonhos e os modos de percepção e criação do mundo. A palavra ‘maka’ significa conversa em kimbundu, uma das línguas faladas em Angola, país do escritor Ondjaki, idealizador e condutor desses encontros, nos quais escritores, tradutores, professores e editores do Brasil e de Angola discutem literaturas de línguas africanas, sua recepção por aqui e como a literatura brasileira é recebida por lá. São possibilidades de intercâmbio entre países que têm tanto em comum – características geográficas, história, língua e traços culturais – mas que, por razões diversas, ainda se mantêm relativamente distantes. ‘Maka a 3’ quer colaborar na redução dessas distâncias.

Datas :20, 22 e 27 de abril, terças e quintas
Horário:17 às 19h
Plataforma: Zoom
Valor: R$ 250


Inscrever-me